quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Noite de autógrafos

Retorno hoje ao meu blog com uma gratidão enorme aos meus amigos e leitores e sensação incrível de realização. Nesta ultima quinta-feira fui acolhido na livraria Leitura do BH Shopping em uma noite de autógrafos coletiva onde estive ao lado do meu grande amigo Átila Siqueira, Clevane Pessoa, Antônio de Souza, Macia Simões e Newton Emediato.

Marcia Simões, Lucas Lopes,
 Átila Siqueira,  Newton Emediato,
 Clevane Pessoa e Antônio de Souza.
 

Faltam palavras para expressar o quanto foi significativo estar ao lado de autores de tão grandiosos e o quanto me senti feliz com a presença de pessoas tão importantes para mim como minha família e meus amigos. É uma satisfação pessoal sem enorme e um grande passo como autor.





Lucas Lopes Valadares, familiares e amigos.
 
Geselle Salavino, Daniel Fernando, Lucas Lopes e Bruna Folha.
Seguindo com mais agradecimentos, gostaria de agradecer primeiramente a toda a equipe da livraria Leitura pelo ótimo acolhimento e pelo espaço e a oportunidade,  ao site xpromocoes pela ajuda na divulgação do evento e  ao jornal Vespasiano em Notícias pela nota sobre o evento que foi publicada nesta terça-feira.
Novamente, obrigado pelo apoio, a presença e o carinho de todos e obrigado por esta noite repleta de letras e emoções. Espero que em breve possamos nos reunir novamente em um novo evento.

Abraços repletos de poesia.



quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

FELIZ 2011

O tempo passou tão rápido que chagamos ao fim de mais um ano.
E volta em nossas mentes o mesmo pensamento “Ano novo, Vida Nova”
A grande questão é que nos esquecemos de cultivar uma vida nova todos os dias e buscamos mudanças drásticas que na pratica não acontecem. Para mudar precisamos lapidar nossos sonhos todos os dias.

2010 foi um ano de grandes mudanças para mim. Acho que todos nós somos instáveis e mudamos por dentro, talvez, este ano, as coisas tenham mudado mais do que eu tenha tido tempo para perceber.

A conquista de publicar antologias em jornais como o Edição Do Brasil, Tribuna das Gerais, Estado de Minas e também ter dois poemas meus publicados na Antologia De Ouro do Munap. Falando em literatura, acho que este ano eu cresci muito. Pude plantar e colher bons frutos, o principal, a vitória e a emoção de publicar meu primeiro livro, com poemas escritos por mim há cinco anos, Marcas foi editado e publicado. Algo que de fato mudou minha história.

E por falar em marcas, pessoalmente também recebi marcas de extrema luz e alegria ao ter ao ter a chance de ter ao meu lado amigos que foram como anjos, estes, marcaram meu ano com paz, alegria e amor. Meu pequeno Dan (Daniel Pereira Andrade) grande amigo, grande irmão, cujo meu carinho é inestimável. Bru (Bruna Folha) que preencheu meus dias com sensibilidade e luta. Rodrigo (Sabonete) amigo para todas as horas com quem eu compartilho emoções, sentimentos e lutas e Rodrigo (Rodrigo Alexandro) sempre me ensinado a sorrir e a sonhar.

Claro, que não poderia deixar de falar da grande família 138, principalmente da minha estimada amiga Simone e dos momentos alegres que compartilhamos ao longo deste ano.

E me faltam palavras para descrever e agradecer à minha família. Sem cada um deles a caminhada até aqui teria sido impossível. Obrigado aos meus pais, Maria e José, por todo o amor e carinho, incondicional e inspirador. Obrigado aos meus irmãos, Xênia e Daniel, pela força e a juventude que exala de vocês. A grandeza de vocês é o que hoje me torna completo.

Obrigado a todos por fazerem parte da minha história e que 2011 venha como uma chuva de luz, amor, paz e carinho para todos vocês!

Desta vez, deixo como postagem parte de uma musica composta por mim chamada "Beyond Mountains" (Além das montanhas). O texto está traduzido para o português.

Um abraço,

FELIZ ANO NOVO!

Lucas.


Noite Estrelada Sobre o Ródano - Vicent Van Gogh
 
Além das montanhas

Sonhos têm sido escritos na areia
Por aqueles que lavam o espírito com lágrimas.
Mesmo sem certeza, a esperança nasce em mim
Como as luzes dos sonhos que um dia eu tive.

Eu sinto - a verdade está limpando-me -
levando o que me tornei.
E eu ouço os meus profundos sussuros em meu coração.
As ondas estão chamando,
Apenas, acredite em mim.

Veja o milagre em mim,
Resgate meus sonhos e as palavras à deriva.
Esteja ao meu lado quando amanhecer
E a luz de nossos sonhos quebrará as sombras.

(...)

Sonhos secando ao sol,
Encontre-me em meu destino.

Ouça a voz do esquecimento,
Agora com um significado,
Meu verdadeiro nome jaz além das montanhas.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz Natal!!

Ola,

É quase natal!
Sinto falta de poder sentir as luzes da cidade sobre mim renovando meu espírito. Ver a decoração da cidade, parar e ser dominado pelo espírito natalino.
Acho que muitos estão um pouco distante como eu, só espero que seja por uma boa causa.
De qualquer forma, o natal não perde o seu brilho, quando eu penso nos olhos de uma criança que percebe a magia da data, ou um adulto que irradia alegria.
Viver o natal é estimulante e isso me anima.

Em meio a correria e aos compromissos que temos, nos afogamos em trabalho e em outras inúmeras justificativas. Mas nos esquecemos de parar, ficar em silêncio para ver as luzes, as cores, notar os cheiros. Sentir que algo dentro de nós ainda se move; sentir um certo calor a irradiar em nosso peito, nos fazendo voltar a ser criança.

Não se trata apenas de trocar presentes e festejar. Trata-se de compartilhar abraços, desejar o bem e criar uma corrente de bons sentimentos que nos envolve, nos renova e nos completa.

Desejo a todos um feliz natal! Cheio de luz e paz!
Que Deus esteja presente na vida de todos e que todos vocês se sintam completos.

Sintam, sejam, renovem-se!
As verdadeiras luzes do natal brilham dentro de nós!

A imagem que ilustra o poema é “O batismo de Cristo”  de Leonardo Da Vinci (1452 – 1519)

Um Abraço,

Lucas.



Que a luz brilhe,
Irradie sobre meu peito a verdade
Preenchendo-me com o significado.
Se existe algo novo,
Deixo de lado aquilo que jaz dentro de mim,
Renovo-me com o sonho.

Agora com coragem,
Posso olhar o horizonte e crer,
Ainda há um Cristo para me livrar da guerra
E salvar-me do meu mundo
Então, meus sonhos serão desfeitos na areia.

Mas, eu espero,
Espero pelo salvador me livrar das correntes
E em sua luz,
Encontrarei a liberdade.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Antologia de Ouro

Ola,

Poetas no lançamento da Antologia de Ouro do Munap
Por: Xênia Lopes Valadares
 
É um prazer retornar ao blog e postar algo novo para vocês.
Com muita alegria,  venho falar da Antologia De Ouro no Munap.  O lançamento aconteceu hoje no “ Sementes de Poesia”, cujo evento acontece todo terceiro domingo do mês,  na praça dos fundadores,  no parque municipal; porém, neste domingo, 19 de dezembro, nos reunimos para uma ocasião especial, pois foi lançada a primeira antologia poética promovida pelo Munap tendo como poeta homenageado Mario Chagas.

Lucas Lopes e Regina Mello.
Por: Xênia Lopes Valadares

Tive o prazer de ter dois poemas, publicados ao lado de algumas pessoas que considero exemplo, como Regina Mello e Wilmar Silva. Além disso, foi bom rever alguns poetas como Wesley Matheus e Cristina Carone.

Recitamos alguns versos, conversamos, trocamos informações e autografamos alguns exemplares. Foi incrível! Ao chegar em casa me peguei pensando na vitória de ter mais antologias publicadas e vibrei ao relembrar como é gostoso ver algo que surge de uma explosão interna em folhas de papel.


Lucas Lopes Valadares e o poeta Tood Irwin.
Por: Xênia Lopes Valadares
 
Ainda me surpreendo ao pensar como o “Sementes de Poesia” me faz sentir leve. O cheiro das folhas, a sombra das árvores e o calor do sol que hora ou outra queimava minha pele de uma forma irradiante. Emoção intensificada pela presença de vários, que compartilham a mesma necessidade de explodir em versos, a mesma luta, o mesmo dom e a mesma sensibilidade que eu. Além de expectadores com olhos e ouvidos atentos voltados para versos dinâmicos e emotivos.

Lucas Lopes autografando um exemplar.
Por: Xênia Lopes Valadares

Agradeço à Regina Mello pelo convite e aos poetas presentes na antologia por dividir este momento. Agradeço também aos meus familiares e amigos presentes, como a nossa querida Dani e o nosso sempre alegre tio Adair. Obrigado pela presença e o apoio.


O próximo “Sementes de Poesia”  acontece dia 16 de janeiro das 10 às 12 horas na Praça dos Fundadores no Parque Municipal, no centro de Belo Horizonte.
Mais informações através do Munap.
Obrigado a todos e em breve faço novas postagens!
Abraços!

domingo, 8 de agosto de 2010

Jornal Estado de Minas

Bem,


Apesar de tardiamente, venho postar aqui o comentário sobre uma nota sobre mim e meus trabalhos em meu livro Marcas e no projeto que desenvolvo A Academia Mineira De Todas As Artes. Fiquei muito feliz ao receber a ligação da jornalista Thaís Pacheco querendo conhecer mais sobre meus projetos.
Agradeço especialmente à Thaís e ao Estado De Minas pela oportunidade, apoio e parceria, pois, sei como é difícil conseguir espaço na mídia, ainda mais em um jornal de alta circulação como o Estado De Minas.

A nota foi publicada semana passada, no domingo dia 01 de agosto de 2010, sendo capa do caderno de cultura.

A imagem que ilustra a postagem é “Noite Estrelada” de Vincent Van Gogh (1853 – 1890).
Breve retorno com novidades sobre meus novos projetos.

Abraços literários,

Lucas.

domingo, 20 de junho de 2010

Meu primeiro livro... Marcas!

Finalmente após nove meses de ansiedade e muita expectativa, “Marcas” está em minhas mãos. A espera pela chegada do meu primeiro livro foi intensa. Contei os dias e as horas para este momento que finalmente aconteceu. Nesta sexta, dia 18 de junho, pude abrir uma caixa de papelão como um garoto que desembrulha um presente de aniversário, um garoto que desembrulhou um sonho e que pode se maravilhar ao ver como tantos pedaços de papel podem ser, para ele, algo tão empolgante e significativo.


Quem me conhece sabe que escrevi “Marcas” precocemente, foi algo escrito para mim, nunca tive a idéia de publicar até alguns meses atrás. Quando escrevi estes poemas, eu tinha apenas 16 anos. Depois deles, escrever se tornou um habito e achei justo publicar o início da trajetória. Eu não conseguiria dar seqüência em qualquer publicação sem ofertar meus primeiros versos a quem quer que possa se interessar. Seria como começar uma história do meio sem que se soubesse a origem de tudo.

Meus poemas eram reflexos de uma fase critica da minha vida, por isso é fácil notar um grande tom de melancolia. Pode-se perceber um lado bastante “gótico” no livro em geral. Porém, o tempo e as dores passaram e destes momentos eu consegui um fruto bom, que foi chegar até aqui com a publicação.

Não poderia deixar de agradecer a Deus, o grande criador que me deu a vida e me proporcionou estes momentos. Ao meu pai, José Maria, sempre incentivando e revisando parte do livro. Minha mãe, Maria da Conceição, com seu amor e ternura sempre iluminando meus dias e dando sentido a cada um deles. A minha irmã, Xênia, alegre e espontânea, me motivando a seguir em frente como amiga e como fisioterapeuta, me ajudando a tratar dos meus punhos tão recentemente afetados. Ao meu irmão, Daniel, sério, porém, lendo meus pensamentos com o olhar, além de ser um ótimo publicitário que produziu a capa do meu livro e a minha avó Geralda que em silêncio enche meus dias de alegria.

Também devo agradecer aos primeiros que me incentivaram e me ajudaram a entrar no mundo literário: Átila Siqueira, amigo e sócio da A.M.T.A; minha amiga, também revisora de texto, Bruna Longobucco. Sem eles, minha inexperiência teria sido um obstáculo maior na minha publicação. E, é claro, a CBJE que me abriu as portas como editora, me permitindo publicar meu primeiro livro.

Seria impossível não falar da grande família 138, que tanto me deu apoio, e torceu por mim neste momento e dos meus grandes amigos por quem tenho enorme carinho: Cleiton, meu amigo para todos os momentos. Daniel, meu irmãozinho mais novo e maior critico literário. Rodrigo (sabonete), uma amizade recente, mas que me deixa sem palavras para expressar o quanto é significativa. Thaís, minha “águia” preferida, alguém que entende minha ânsia de escrever, e muitos outros, que eu gostaria de citar, que sempre estiveram comigo ao longo desta caminhada.

Os interessados em adquirir exemplares devem entrar em contato comigo através do e-mail contato.orfeu@hotmail.com. Provavelmente semana que vem Marcas estará disponível em algumas livrarias de Belo Horizonte.

Obrigado por tudo, as transformações apenas começaram e espero que gostem do meu livro.

Abraços Literários!

Lucas

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Antologias em Jornais Mineiros

Boa tarde galera,


Fiquei muito satisfeito com os comentários sobre meus poemas, antes de postar a última parte de Lírio da Morte eu gostaria de divulgar duas notas que saíram sobre mim recentemente em Jornais de Minas Gerais.
A primeira nota saiu neste Sábado no jornal Tribuna Das Gerais que circula gratuitamente na cidade de Vespasiano. A nota saiu na página 5 e fala um pouco sobre mim e o projeto que estou desenvolvendo a Academia Mineira De Todas As Artes.

A segunda nota saiu no jornal Edição do Brasil acompanhada de dois poemas “Sem memória” e “Tardes de Janeiro”.
O jornal Edição do Brasil tem o preço de R$: 1,00 e circula em locais estratégicos de Belo Horizonte, mas, seu conteúdo também é disponibilizado gratuitamente na internet. A nota sobre mim está na página 4 e você pode conferir clicando aqui.

Agradeço muito aos dois jornais pelo apoio e atenção, principalmente, porque sei da dificuldade que um aspirante a escritor tem em divulgar seus trabalhos.


Breve posto novidades e poemas.

Abraços a todos,

Lucas.